Os 4 principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso

Empreender é importante, especialmente quando a pessoa necessita de uma renda extra ou precisa urgentemente de um negócio para garantir sua própria sobrevivência. Porém, nem todos se dão bem em seus empreendimentos — às vezes, é preciso parar e recomeçar; outras vezes, desistir de vez é a melhor solução para evitar problemas mais graves.

Quando conhecemos as causas que levam ao fracasso fica mais fácil controlar nossas ações e nos anteciparmos, evitando as consequências negativas dos nossos erros.

Veja abaixo 4 principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso!

1. A falta de controle financeiro

Muitos gestores desconhecem alguns conceitos financeiros muito importantes e, além disso, não conseguem manter o controle efetivo sobre seus custos mensais. Um verdadeiro controle financeiro envolve aspectos como:

  • contas a pagar;
  • contas a receber;
  • fluxo de caixa;
  • balanço patrimonial;
  • planejamento do orçamento empresarial anual;
  • controle de compras;
  • controle de inadimplência;
  • folha de pagamento;
  • planejamento tributário.

E outras coisas. O controle financeiro não deve se limitar aos controles de tesouraria, como contas a pagar e a receber. É preciso estudar os indicadores de controladoria, que analisam o passado da empresa e os resultados que já aconteceram, além da necessidade de efetuar projeções financeiras e tomar decisões baseadas nelas.

2. Não focar o longo prazo

Dificilmente, o empreendedor abre um negócio pensando somente em mantê-lo por um prazo curto de tempo — ele deseja crescer, manter o negócio por um tempo longo, permitindo que ele seja o seu gerador de renda.

Contudo, nem todos os gestores conseguem realmente focar o longo prazo em seu planejamento, em suas análises, em suas decisões. Geralmente, eles não conseguem unir visões de longo prazo com metas mais palpáveis de curto prazo.

No entanto, um bom administrador precisa aprender a desenvolver essa visão mais aguçada. Comparativamente falando, a visão em longo prazo é como a visão da águia ou do falcão que, lá das alturas, consegue visualizar a sua presa bem distante no solo e voa em sua direção, dirigindo-se a um objetivo bem definido.

3. A perda do senso de realidade

principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso

Um empreendedor não pode ser um sonhador. Esse é um dos principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso. É certo que sonhar é um direito de todo ser humano, mas o sonho precisa ser realista, senão vai se tornar perigoso. Muitos citam Santos Dumont como um exemplo de empreendedor sonhador, que transformou seus sonhos em realidade. Mas é preciso levar em conta o tempo que ele levou para isso, a dedicação que teve, os estudos que fez. Ele, primeiramente, teve que encontrar respaldo nas leis da Física para, só então, fazer sua máquina mais pesada que o ar voar em Paris. Analisando o contexto, outros cientistas também se dedicavam ao mesmo objetivo, como os Irmãos Wright, nos Estados Unidos.

Se Santos Dumont tivesse se baseado somente em uma imaginação fértil e delirante, ele teria incorrido em um dos principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso: perder o senso da realidade.

Quando o otimismo se torna exagerado demais e o empreendedor começa a acreditar que toda ideia sua tende a dar certo, que qualquer risco vale a pena, e ele pode ter graves prejuízos financeiros.

Uma das falhas muito comuns é falar demais e entregar ao consumidor o que deveria ser mantido em segredo.

4. Assumir suas dívidas de CPF com o dinheiro do CNPJ, é um dos principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso

Outro erro que pode conduzir ao fracasso da empresa é misturar as contas pessoais com as contas corporativas, assumindo dívidas contraídas em seu nome (ou no de sua esposa, de seus filhos) com capital que deveria ser aplicado apenas na manutenção do próprio negócio.

Pouco a pouco, essas retiradas de dinheiro vão criando um rombo nas contas da empresa — um rombo que nem sempre é fácil de sanar. Por isso, sempre se recomenda instituir um pró-labore para o gestor ou, no caso de sociedade, uma equilibrada distribuição de dividendos.

Somente assim vai se evitar “mexer onde não se deve”.

E você, comete algum desses principais motivos que levam o empreendedor ao fracasso? Faça seu comentário! Sua opinião vale muito para o blog.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×